DC Comics e Montadora criam carro do Batman

Já não causa surpresa o sucesso cada vez maior da indústria de videogames. Enquanto o mercado da música sofre com vendas cada vez menores, os lançamentos de jogos e produtos inspirados em games batem um recorde atrás do outro. Títulos famosos como Battlefield e Call of Duty simplesmente humilham os maiores vendedores de discos de todos os tempos, como Michael Jackson e até mesmo Adele, mais recentemente.

Também vêm fazendo cada vez mais sucesso as grandes produções cinematográficas inspiradas em roteiros clássicos do mundo “nerd”, dos games aos quadrinhos. O fato é que as crianças que adoravam seus Ataris e dividiam as economias entre revistinhas e fliperamas cresceram, e continuaram gostando das mesmas coisas. Hoje, formam um poderoso mercado consumidor, com dinheiro e disposição para pagar por seus hobbys.

De olho nesse nicho, muitas empresas vem fazendo notáveis esforços para conquistar essa clientela. É o caso da Kia, que acaba firmar parceria com a DC Comics para lançar versões de seus carros inspiradas em personagens da Liga da Justiça, como parte da campanha “We can be heroes”, que busca arrecadar fundos para combater a fome na África.

O primeiro modelo é um Kia Optima totalmente caracterizado com a temática do Batman. Apesar de não ser nenhum Batmóvel, o resultado agradou aos fãs. O carro foi apresentado na New York Comic Con, e todo o design foi elaborado pelo desenhista Jim Lee Ainda veremos carros do Superman, Lanterna Verde, Aquaman, Flash, Mulher Maravilha e Ciborgue. É esperar para ver! E se você, assim como nós, gosta de super-heróis e quadrinhos, não deixe de conferir nossos produtos inspirados em super-heróis, como o Colar do Batman e a Réplica do Anel do Lanterna Verde.

Capcom cria açougue de carne “humana” para promover Resident Evil

Muito antes dos zumbis virarem esse frisson que são hoje já era possível despedaçar mortos-vivos no game Resident Evil, uma das séries de maior sucesso no gênero, tendo até virado filmes.

Este mês os jogadores conhecerão o sexto episódio da franquia. Muitos já estão famintos para colocar os dedos em uma cópia, e para promover o lançamento do game a produtora fez na última semana uma ação polêmica e inusitada: transformou uma açougue para vender exclusivamente carne “humana”! Sem dúvida uma ideia muito mais radical que qualquer um de nossos produtos para hallowen, como o copo de caveira e a forma de gelo de cérebros.

Os corpos e membros foram feitos com carnes de animais, e moldados na forma humana. Nas fotos baixo, você poe ver braços e pernas penduradas nos ganchos, além de corpos inteiros que mais parecem ter saído de um necrotério.  Todo o dinheiro da venda dessas carnes foi para uma associação que ajuda pessoas que tiveram membros amputados. Para ver imagens do açougue e um vídeo sobre a ação, e só continuar lendo!

Continue reading “Capcom cria açougue de carne “humana” para promover Resident Evil” »

Street Fighter faz 25 anos despertando saudades

Hoje a série e jogos Street Fighter faz 25 anos, e nós não poderíamos deixar a data passar sem fazer também nosso registro. O jogo fez parte da infância de boa parte do público que hoje compõe mercado consumidor de games e quando nós, moleques, não estávamos jogando, praticávamos uns nos outros golpes como “hadouken”, “shoryuken” e “Tap Tap Tarugen” (ok, esse último ninguém conseguia).

Mesmo com o incrível realismo dos jogos modernos, é impossível não sentir um pouco de saudades dos primeiros street fighters, com seus cenários semi-estáticos de várias partes do mundo, incluindo uma pejorativa selva amazônica brasileira, e um personagem que mais parece o cruzamento do Hulk com o Tarzan.

Por ter deixado tanta gente com os dedos calejados de esfregar botões, na tentativa desesperada de aplicar os poderes mais difíceis nos oponentes, ou por esvaziar nossos bolsos e cofrinhos na esperança de vencer o chefe final no fliperama, fica aqui nossa homenagem.

O Bazar Criativo tem capa para iphone 4 com formato de gameboy e outros produtos inspirados em videogames. Não deixe de conferir.